Abertura dos Estados Unidos : Veja a importância do seguro viagem nesse momento.

0
Share

Atendimentos médicos com custo elevado, faz com que mais turistas que visitam o país, façam a aquisição do seguro viagem.

 

Segundo levantamento da Decolar, as buscas brasileiras por viagens aos EUA aumentaram quase 85% em uma semana. A busca pelo alvo acontece depois que o governo dos Estados Unidos liberou a entrada de estrangeiros totalmente vacinados contra a Covid-19 a partir de novembro, notícia que muitos brasileiros aguardavam ansiosamente. Ainda assim, ter um novo perfil de viagem faz com que encontrar um seguro de viagem completo seja um dos requisitos pré-viagem mais importantes.

A abertura será positiva para a indústria de viagens, que tem pressionado o governo dos EUA a revogar algumas das regras que impedem o turismo internacional, já que os EUA podem acomodar quase qualquer tipo de viagem. Esteja você levando sua família para os parques temáticos da Flórida, explorando os cânions de Nevada, esquiando no Colorado ou apreciando as atrações de Nova York, há uma parte importante de qualquer viagem aos Estados Unidos: seguro de viagem abrangente.

Uma informação importante, conhecida apenas por viajantes experientes, é que o seguro de viagem representa apenas 3% do custo total de uma viagem. Portanto, é recomendável fazer um seguro completo e de alta qualidade para emergências médicas.

Para a chefe de Marketing e Digital da Coris, Taís Mahalem, fazer um seguro viagem antes, durante ou depois da pandemia é de extrema importância.

Alguns destinos, principalmente os internacionais, não oferecem aos estrangeiros acesso à rede pública de hospitais. E no caso dos Estados Unidos, o sistema de saúde é um dos mais caros do mundo.

Os custos médicos e hospitalares do país são tão exorbitantes que, quando um passageiro – ou parente – precisa de atendimento médico de emergência durante as férias, viajar sem seguro pode ser o erro mais caro de todos os tempos.

Dezenas de milhares de dólares em contas são comuns, enquanto o custo total pode facilmente ultrapassar os números de 3 dígitos se a condição do turista exigir uma longa permanência no hospital. Com números reais, a Central de Atendimento da especialista em seguros de viagens Coris Brasil anunciou que uma simples consulta em um hospital pode valer R $ 2 mil e uma apendicectomia, por exemplo, custa em torno de R $ 40 mil. Ao viajar para esportes radicais, os riscos e custos podem ser ainda maiores.

Além disso, com a eclosão da pandemia, os problemas de saúde assumiram novas proporções. A consciência do brasileiro sobre seguro de viagem cresceu dramaticamente onde quer que ele vá. Não só em termos de preço, mas também em termos de cobertura. Entender o produto ficou mais relevante, enfatiza Taís.

Recomenda-se que você procure aconselhamento profissional antes de formalizar qualquer política. A maioria dos seguros de assistência a viagens é comercializada por meio de intermediários, especialmente agentes de viagens e corretores. Hoje, porém, o seguro pode ser emitido virtualmente nas plataformas online das empresas disponíveis para o consumidor direto.

Aviso Importante: o Site IDASRJ não retém nem uma informação pessoal ou dados financeiros de seus doadores, portanto fique tranquilo para realizar sua doação de forma segura
CNPJ: 0.465.055/0001-91